Arquivo da tag: paz no lar

Buscando a Paz no Lar

A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura provoca a ira.” Pv 15.1

Uma das principais reclamações das esposas e filhos quanto a conduta de seu marido ou pai está relacionada a grosseria. Há muitos homens que quando o argumento é fraco aumentam o tom de voz, tentam resolver divergências no grito, são estúpidos ao responderem certas questões, não tem paciência para escutarem seus cônjuges e filhos. Com isso, acabam provocando a ira de seus familiares, e por isso, acabam afastando-se do coração deles.

Há homens que tentam justificar sua grosseria transferindo sua responsabilidade para a educação que receberam ou ao seu temperamento. Isso explica, mas não justifica. Todo ser humano é capaz de tornar-se uma pessoa equilibrada e respeitosa. Portanto, ao invés de buscar justificativas, busque em Deus domínio próprio, paciência e tolerância. Ninguém consegue conviver em paz com pessoas grosseiras. É melhor viver com pouco num ambiente de harmonia, do que ter abundância num local de conflito (Pv 15.16-17; 17.1). Além disso, um homem irado, que tem facilidade em perder a calma, irá provocar dissenções (Pv 15.18).

A paz é melhor que a razão. Não brigue para defender sua opinião, mas lute para preservar a paz. Aprenda a divergir sem agredir, a respeitar o ponto de vista do outro, a ficar em silêncio em determinadas situações, a pensar antes de responder. Lembre-se que “até o insensato passará por sábio se ficar quieto e, se contiver a língua, parecerá que tem discernimento” (Pv 17.28)

É importante compreender que enquanto seu temperamento não estiver submetido aos ensinamentos de Jesus Cristo, o Senhor precisará usar sua disciplina para corrigi-lo. Provavelmente você já tenha sido disciplinado por Deus algumas vezes em função de uma postura grosseira e desrespeitosa.  Enquanto sua postura não for modificada, a vara de Deus continuará agindo em sua vida. Recorde-se de que “o homem de gênio difícil precisa de correção” (Pv 19.19).

Tenha coragem de avaliar a si mesmo nesta área. Pergunte aos seus familiares se você tem agido com grosseria com eles. Normalmente quem dá um coice não se recorda de ter dado, mas quem recebe não se esquece de ter recebido. Quem sabe, seja hoje um bom dia para se retratar por algumas atitudes estúpidas, por palavras duras e por outras práticas que tenham provocado tristeza em seu lar. Lembre-se que a humildade precede a honra (Pv 15.33), que palavras agradáveis fazem bem para a alma e para o corpo (Pv 16.24), que melhor é aquele que domina seu espírito, do que aquele que domina uma cidade (Pv 16.32).

Que você seja um promotor da paz em sua família, na igreja, no trabalho e por onde estiver.

Paz na familia