A Bíblia e a doação de órgãos

Algumas pessoas possuem dúvidas acerca da doação de órgãos, questionam-se sobre se tal  prática é coerente com o ensino bíblico. Visando esclarecer essas questões, elaborei o presente texto.

Não há nenhum texto bíblico recomendando ou condenando a doação de órgãos. Os autores canônicos nunca abordaram esse assunto, pois no período bíblico essa possibilidade sequer era cogitada. Portanto, precisamos observar princípios teológicos universais, que aplicam-se a essa e outras questões correlatas.

A seguir, elenco alguns argumentos favoráveis a doação de órgãos, observando determinados princípios bíblicos, que entendo, autorizam tal prática.

O EXEMPLO DE JESUS -  Jesus doou sua vida em favor da humanidade. Ele entregou a si mesmo, para salvar a vida de outras pessoas. Ele não doou algum órgão, foi além, entregou seu corpo inteiro, para levar nossos pecados e transgressões. Ele ensinou que devemos dar nossa vida pelo próximo: “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos” João 15.13.

O PRINCÍPIO DA GENEROSIDADE  - A doação deve ser uma característica de todo cristão. O Evangelho orienta a doarmos  tempo, recursos financeiros, conhecimento entre outras coisas. Porque não doar também nossos órgãos? Já que passamos a vida doando algo, nada mais coerente que doarmos nossos órgãos após a morte. Como afirma as escrituras:  “Em tudo o que fiz, mostrei-lhes que mediante trabalho árduo devemos ajudar os fracos, lembrando as palavras do próprio Senhor Jesus, que disse: ‘Há maior felicidade em dar do que em receber’ “. Atos 20.35

O AMOR AO PRÓXIMO – A bíblia afirma: “Nisto conhecemos o que é o amor: Jesus Cristo deu a sua vida por nós, e devemos dar a nossa vida por nossos irmãos”. IJo 3.16. Doar órgãos é literalmente dar parte da nossa vida para alguém que está perdendo sua vida.

COLOCANDO-SE NO LUGAR DO OUTRO – Jesus ensinou um princípio que nos ajuda a tomar decisões: “Assim, em tudo, façam aos outros o que vocês querem que eles lhes façam; pois esta é a Lei e os Profetas”. Mt 7.12. Imagine se você ou seu filho estivesse precisando de uma doação de órgãos para sobreviver? Já conversei e conheci muitas pessoas na fila de espera por um transplante. Quando encontramos essas pessoas, nosso desejo de ajudar cresce significativamente. Através da doação, é possível ajudar esses indivíduos a viver com mais qualidade de vida e a superarem suas graves limitações.

Mas alguns  possuem o receio de doarem um órgão e ficarem sem ele na ressurreição ou na eternidade. Tal preocupação não é necessária, pois a bíblia ensina que no céu teremos um novo corpo, que será incorruptível e glorificado (1Co 15.35-44). Esse corpo que temos na terra ficará neste mundo, pois no céu teremos um corpo celestial, com outras características. Tanto aqueles que morreram queimados nas fogueiras da perseguição, como aqueles que foram devorados por leões nas arenas romanas, assim como os que foram tragados pelo mar ou morreram dormindo em seu leito familiar, todos terão um novo corpo, não mais limitado pelo pecado, mas glorificado pela graça de Deus.

Diante disso, estou seguro que não há nenhum impedimento teológico para a doação de órgãos. Sejamos, portanto, doadores em potencial.  Avise sua família que você é um doador. Deixe-os seguros que poderão autorizar uma eventual doação, sem nenhum constrangimento ou receio.  Doar órgãos é uma expressão de amor, sejamos aqueles que amam até o fim!!!

campanha-doacao-de-orgaos

Uma ideia sobre “A Bíblia e a doação de órgãos

Os comentários estão fechados.